Livros

O Seu Corpo Revela Sua História

R$ 35,00

Patrícia Lacombe e Carolina Onodera são referências nas áreas de fisioterapia, ginástica holística, medicina regenerativa e reeducação corporal. Agora elas nos oferecem este importante trabalho, fruto de vasta experiência e que será muito benéfico para a nossa saúde! (Sinopse completa e outras informações)
— Lu Alckimin

Guia Emocional para Professores

Professores têm um grande vício: são apaixonados! E todo apaixonado é meio insano, faz alguma coisa que nem deveria, se dedica mais do que pode, às vezes se esquece de si mesmo, não é verdade?

Neste livro, você encontrará o caminho do equilíbrio entre a sua vida e a docência. Trabalhando diretamente com professores, identifiquei suas dores e dificuldades, reuni ferramentas e orientações para você lidar com as suas emoções, com a ansiedade, perfeccionismo e insegurança. (Sinopse completa e outras informações abaixo)

Orvil – Tentativas de Tomada do Poder

O movimento armado de 31 de março de 1964, que depôs João Goulart do cargo de Presidente da República, impediu um golpe que os comunistas planejavam desencadear naquela conjuntura que julgavam oportuna, em face dos desmandos de toda ordem, sobretudo políticos e econômicos, bem como da falta de autoridade que o País mal suportava. Salomão Malina, antigo Secretário-Geral do Partido Comunista Brasileiro, em entrevista à imprensa, reconheceu que setores do PCB, com a aprovação de Luiz Carlos Prestes, conspiravam com aquele propósito, por isso que, ardilosamente, iriam aproveitar-se do clima de agitação reinante, na maior parte, provocado pelo próprio governo. O Brasil caminhava, aceleradamente, para um desfecho imprevisível, em virtude do ambiente de desordem generalizada que se agravara a partir de 1961. Entretanto, os golpistas do “partidão” e seus aliados, mais uma vez, como já acontecera em investidas anteriores, que a história registra m cores fortes, não souberam identificar, na sociedade, a inquestionável repulsa a seus intentos de subversão da ordem e extremada violência.

Dessa forma, entende-se o movimento armado de 31 de março, sem qualquer dúvida, como uma contrarrevolução que veio em socorro do povo brasileiro ameaçado seriamente pela baderna e pelo caos.

Hoje, os integrantes da frente de esquerda, que se apresenta solidamente enquistada no Poder, fiéis doutrinariamente à máxima de que os fins justificam os meios, voltam-se, especialmente para as novas gerações, cujas mentes buscam envenenar com argumentação falaciosa, repetida à exaustão. Servem-se, largamente, de inocentes úteis, de vítimas da ignorância e de mentes corrompidas. Seus sequazes incentivam revisões da história que passam a narrar de forma distorcida, onde preponderam a mentira e a felonia.

Nos postos de mando alinham-se, despudoradamente, terroristas, sequestradores, assaltantes de banco, criminosos todos, que se locupletam gulosamente de bolsas fartamente endinheiradas.

Mas, o que é sumamente grave, novas urdiduras estão em marcha acelerada, pois a partir dos anos 1980, a revolução comunista no Brasil ganhou uma nova vertente inspirada na revolução gramsciana de transição para o socialismo. Sua convivência com pensamento e a práxis política marxista-leninista de alguns partidos caracteriza uma postura tática de pluralismo das esquerdas. O êxito, já alcançado na penetração intelectual e moral do corpo social, é inegável. Chega a um estágio que se teme possa ser irreversível.

Gen. Aricildes de Moraes Motta

O Louco Ornitorrinco e Eu

Todos nós, em algum momento, temos a pretensão de achar que as pessoas são loucas. Diferem do nosso modo de pensar, agir, decidir… discordam de nós… sonham diferente de nossos sonhos. Como podem? Como têm coragem? Afinal, existem duas opiniões, a nossa e a errada, não é mesmo? Qual a régua para medir loucura x sanidade? Ao falar sobre isso, Alexandre Bruno traz à tona um universo paralelo entre o mundo empresarial, salpicado com um romance nada convencional, que aguça a curiosidade do leitor até as últimas páginas. ‘O Louco Ornitorrinco e Eu’ retrata a “loucura alheia” de forma enigmática, mas consegue fazer isso usando uma linguagem poética, onde sentimentos como soberba, maldade, perversidade e outras tipologias vêm a tona, evidenciando que os loucos estão em todos os lugares e no íntimo de cada um.

Estamos Aqui – Histórias das Vítimas de Conflito no Leste Africano

No ano de 2013, Jéssica Paula embarcou rumo à desconhecida realidade das vítimas de conflito na região da Etiópia, Sudão, Sudão do Sul e Uganda. Deficiente física, Jéssica realizou a viagem sozinha.

Com uma trama às vezes cômica, às vezes emocionante, a autora conta histórias de vida das pessoas que encontrou durante a viagem, e os desafios para chegar até alguns dos lugares mais remotos que a literatura real já conheceu. (Sinopse completa e outras informações abaixo)

 

Para mais informações sobre este livro¹, acesse o site da autora clicando aqui

 

¹ A editora não se responsabiliza por compras realizadas fora do nosso site e de outros canais oficiais de venda

1 2 10